No Banner to display

Há 20 anos estudo o comportamento de pessoas que estão em posição de liderança, inicialmente em um ambiente corporativo como diretora de uma das mais bem-conceituadas instituições sociais do País e mais recentemente empreendendo como coach e mentora de líderes e empreendedores. Por todos estes anos de experiência posso afirmar que uma das principais qualidades de um líder é coragem. Um bom líder precisa correr riscos, sempre pensando no bem maior, ou seja, na equipe. Um líder bem-sucedido vai até as últimas consequências para defender seu grupo. A capacidade de proteger a equipes e a ousadia para arriscar é o motivo que faz com que os profissionais sejam vistos por suas equipes como excelentes líderes.

Atualmente não vejo TV, não tenho a mínima paciência para a programação, mas abro uma exceção para o MASTERCHEF, gosto de cozinhar e este programa colabora com o refinamento dos meus pratos e por isso dou atenção especial a ele.

Em um dos programas desta temporada, aconteceu um fato que me chamou muito a atenção, uma das participantes que foi líder de uma equipe teve a oportunidade de premiar 2 participantes do time que liderava para não participarem da prova de eliminação. No momento da escolha ela fez um discurso de justiça, pontos fortes e fracos, dizendo que o seu papel era desempenhar bem a responsabilidade de liderança do grupo e então, para minha surpresa ela se escolheu para receber o bônus.

Juro que por alguns segundos pensei que a moça se colocaria na prova de eliminação e mostraria ser uma verdadeira líder afinal, a equipe trabalhou muito bem e seguiu todas as orientações recebidas, mas não, ela preferiu se esquivar do desafio e colocar outro participante na prova.

Liderar não é sobre estar no comando, mas com cuidar das pessoas que confiam em você. Isso é a verdadeira liderança. Líderes de sucesso colocam seus interesses em segundo lugar por lealdade ao time. Liderar significa colocar se colocar em situações de prova para defender o grupo.

No caso do MASTERCHEF, entendo que não está em questão o fato de liderar uma equipe. Existe um prêmio em jogo, e ter a possibilidade de se auto excluir de uma prova de eliminação envolve a se manter no jogo por mais uma semana, mas tenho plena convicção que se a participante tivesse tomado a atitude de salvar um dos participantes e se colocar na prova, teria ganho aliados importantes para seu futuro no jogo.

Ser líder é sem dúvida desafiador. O time se inspira e espelha os comportamentos do líder. É importante lembrar que não se deve usar a autoridade, o medo e a arrogância para conquistar objetivos pessoais. As pessoas não seguem os grandes líderes por que precisam, mas sim por que querem.

COMENTAR Comentários desativados em O dia em que o MASTERCHEF nos deu uma lição sobre liderança

Comentários estão fechados!

Link me

Copyright © 2018 Michelle Bueno